quarta-feira , julho 26 2017
Home / Filhos / Dicas para uma gravidez livre de dores nas articulações

Dicas para uma gravidez livre de dores nas articulações

 

Dores na coluna, quadril, joelho e tornozelo, qual a grávida que nunca sentiu algum incômodo nas articulações em função do ganho de peso? Esses problemas são comuns durante a gravidez, já que alterações hormonais modificam o corpo da mulher, que se prepara para o parto. Uma dessas mudanças está ligada as articulações e aos ligamentos, que durante a gravidez se tornam mais elásticos e instáveis, para preparar o corpo da mulher até o nascimento do bebê, explica o ortopedista Rogério Vidal.

O quadro de dor nas articulações, pode até influenciar negativamente o bebê, gerando problemas com o sono da mãe e de irritação, interferindo em mudanças hormonais e metabólicas na gestante. Por isso é sempre importante seguir cuidados básicos para que a grávida não sofra com essas dores durante a gravidez, evitando entorses e lesões graves. Cuidados como, evitar o ganho excessivo de peso, manter uma alimentação saudável e praticar exercício físico são fundamentais para prevenir esse tipo de problema. Confira abaixo mais informações sobre o assunto dadas pelo  Rogério ao Manual da Mamãe, e dicas precisas, para as gestantes saberem como prevenir e diminuir as dores nas articulações.

Por que a gravidez traz problemas nas articulações?

Rogério Vidal – A mulher grávida apresenta alterações hormonais voltadas para preparar o corpo para o parto, e uma dessas mudanças acontece aumentando a elasticidade das articulações para facilitar a passagem do bebê no canal de parto. Esta adaptação associada ao aumento de peso sobrecarrega especialmente as articulações da coluna, quadril, joelho e tornozelo, podendo causar dores e facilitando entorses, podendo causar lesões mais graves.

Quais os cuidados básicos que a mulher deve ter para não sofrer com esses problemas?

Dr. Rogério – Como estas alterações são primordiais para a hora do parto a grávida deve evitar ganho excessivo de peso, através de uma alimentação saudável sem muito carboidrato e condimentos. E também realizar atividades físicas que não causem tanto impacto. Assim, conseguem prevenir a sobrecarga excessiva nas articulações e consequentemente as dores causadas por este motivo.

Como diminuir as dores nas articulações durante a gravidez?

Dr. Rogério – Quando a dor já estive instalada, a grávida primeiramente deve recorrer à orientação do médico ginecologista e se necessário ao ortopedista visando um diagnóstico preciso. Após esta conclusão diagnóstica, se deve instituir um tratamento analgésico com atenção aos efeitos ao feto pela placenta e desta maneira acabamos indicado tratamentos como a fisioterapia (sempre prescrita com cuidado, pois alguns aparelhos de calor profundo são prejudiciais) e acupuntura médica, que também deve ser realizada com cautela visando o bem estar da mãe e do bebê. Os medicamentos devem ser evitados e geralmente o repouso relativo já é de grande auxílio.

Quais os problemas de articulação mais comuns que acontecem com as grávidas?

Dr. Rogério – As alterações hormonais facilitam a elasticidade das articulações e ligamentos para o preparo do corpo para o parto, deixando-os mais elásticos e instáveis podendo levar a gestante a dor e entorses, que variam de leves a mais graves, muitas vezes sendo necessárias até imobilizações e tratamento de reabilitação.

O ganho excessivo de peso na gravidez influencia nas articulações?

Dr. Rogério – Sim, porque aumenta a sobrecarga nas articulações, que pelas alterações hormonais se encontram mais maleáveis e instáveis podendo causar entorses e lesões mais graves.

Comentários

Sobre Jaqueline Falcão

mm
Jornalista por paixão e formação, Jaqueline Falcão escreve sobre saúde desde 2001. Começou no Diário Popular como repórter, foi editora de Saúde do Diário de São Paulo. Depois, foi transferida para o jornal O Globo, sucursal São Paulo, onde permaneceu por 7 anos. A ideia de criar o "Página da Saúde", voltado para falar de tratamentos, descobertas da medicina, qualidade de vida, foi a vontade de ter mais liberdade para falar saúde em seus diversos aspectos para pessoas que cada vez mais buscam informação de credibilidade. E para isso está sempre em coletivas, seminários e congressos médicos para trazer as novidades. Na Europa e Estados Unidos, participou de coberturas em congressos e seminários sobre os temas tabagismo, câncer, esclerose múltipla, pesquisa clínica, saúde masculina, saúde feminina, depressão, vacinas e patentes. Entre os cursos e workshops na área de jornalismo de saúde, destaque para ressuscitação cardiopulmonar, infarto, câncer de pele, tabagismo, pesquisas clínicas no Brasil e no Mundo, lançamentos de novas classes de medicamentos, realizados em instituições como Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Sírio-Libanês, Hospital das Clínicas, Universidade de São Paulo, Unicamp, Tufts University (Boston - EUA), UC San Diego, Inter American Press Association (IAPA) e Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Veja Também

brincarNICK2

Dia de Brincar da Nickelodeon acontece dia 27 em São Paulo

Todos nós sabemos que brincar é fundamental no desenvolvimento da criança. No próximo dia 27 …