quinta-feira , outubro 19 2017
Home / Lifestyle / Brasileiros colocam mais verduras e legumes no prato na hora do almoço

Brasileiros colocam mais verduras e legumes no prato na hora do almoço

Uma pesquisa realizada em 4.560 restaurantes, bares, lanchonetes e padarias em 51 cidades do país revela que verduras, legumes, frutas e sucos naturais estão fazendo mais sucesso no prato do brasileiro na hora do almoço.

A percepção é de proprietários e gerentes dos estabelecimentos entrevistados para a pesquisa “Assert Preço Médio da Refeição 2016”. Segundo o levantamento, 56% notaram que nos últimos dois anos os clientes estão preocupados ou muito preocupados em manter uma dieta equilibrada, com o consumo de frutas, verduras e legumes, sucos naturais, grãos e proteínas, enquanto apenas 17% atestam que os clientes estão pouco ou nada preocupados com o assunto.

Segundo 61% dos responsáveis pelos estabelecimentos, a procura por legumes e verduras aumentou nos últimos dois anos. No caso dos sucos naturais, 65% dos respondentes perceberam um acréscimo na demanda. As frutas também estão sendo mais buscadas do que antes, de acordo com 53% dos entrevistados.

A pesquisa apontou ainda que preço, disponibilidade e aspectos culturais influenciam a oferta de alimentos nos restaurantes e também a percepção a respeito de quais são mais saudáveis. Verduras são os alimentos mais saudáveis oferecidos na opinião dos responsáveis pelos estabelecimentos. Em seguida, foram citados os legumes e os peixes. Os pescados foram mencionados com mais frequência nas cidades da região Norte do que nas outras regiões.

A dupla arroz e feijão continua forte na alimentação do brasileiro. De acordo com o estudo, 98% dos estabelecimentos consultados oferecem pratos com arroz, e 95% com feijão, cuja presença é um pouco menor nos restaurantes com sistemas executivo (83%) e à la carte (78%). A demanda por estes ingredientes se manteve estável nos últimos dois anos, de acordo com 57% dos responsáveis pelos estabelecimentos.

Comentários

Sobre Jaqueline Falcão

mm
Jornalista por paixão e formação, Jaqueline Falcão escreve sobre saúde desde 2001. Começou no Diário Popular como repórter, foi editora de Saúde do Diário de São Paulo. Depois, foi transferida para o jornal O Globo, sucursal São Paulo, onde permaneceu por 7 anos. A ideia de criar o "Página da Saúde", voltado para falar de tratamentos, descobertas da medicina, qualidade de vida, foi a vontade de ter mais liberdade para falar saúde em seus diversos aspectos para pessoas que cada vez mais buscam informação de credibilidade. E para isso está sempre em coletivas, seminários e congressos médicos para trazer as novidades. Na Europa e Estados Unidos, participou de coberturas em congressos e seminários sobre os temas tabagismo, câncer, esclerose múltipla, pesquisa clínica, saúde masculina, saúde feminina, depressão, vacinas e patentes. Entre os cursos e workshops na área de jornalismo de saúde, destaque para ressuscitação cardiopulmonar, infarto, câncer de pele, tabagismo, pesquisas clínicas no Brasil e no Mundo, lançamentos de novas classes de medicamentos, realizados em instituições como Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Sírio-Libanês, Hospital das Clínicas, Universidade de São Paulo, Unicamp, Tufts University (Boston - EUA), UC San Diego, Inter American Press Association (IAPA) e Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Veja Também

Já ouviu falar em avaliação 2D para corredores?

    Se você acha que o número de pessoas correndo a sua volta só …