quinta-feira , outubro 19 2017
Home / Lifestyle / Dois em um: lenço faz higiene dos olhos e remove maquiagem

Dois em um: lenço faz higiene dos olhos e remove maquiagem

Você pode não se lembrar, mas os olhos estão expostos a bactérias, vírus, poluição, ventos, e até mesmo maquiagem diariamente, que podem causar sérios problemas.

E a maioria acredita que apenas  lavar o rosto é suficiente para manter os olhos limpos. Algumas pessoas têm mais tendência para formação de terçol (processo inflamatório na borda da pálpebra), secreções e caspas (sim, caspas) na borda dos cílios. A maquiagem usada também deve ser completamente removida, pois as glândulas presentes na borda das pálpebras podem ser obstruídas, irritando a pele em volta dos olhos e prejudicando a qualidade das lágrimas.

 

A falta da higiene da pálpebra contribui para o ressecamento ocular ou Síndrome do Olho Seco. Essa é uma das condições mais comuns na oftalmologia e pode gerar processos inflamatórios graves que prejudicam toda a estrutura do olho.

 

Pensando no cuidado com os olhos de forma prática, a Alcon acaba de lançar o Systane Lid Wipes para limpeza da região das pálpebras e cílios. É o único no Brasil indicado para higiene ocular e remoção da maquiagem dos olhos que vem em formato de lenços umedecidos, embalados individualmente, estéreis, para uso imediato e fáceis de transportar.

 

“Todos devemos disponibilizar um pouco do tempo para limpar as pálpebras. Da mesma maneira que lavamos os cabelos e escovamos os dentes, os cílios também devem ser limpos diariamente”, afirma a oftalmologista Luciene Barbosa, chefe do Setor de Córnea e Doenças Externas da UNIFESP.

O preço da caixa é em torno de R$ 45. Lembre-se: consulte sempre um oftalmologista. Ele é o profissional capacitado para diagnosticar e tratar as diversas condições oculares.

 

 

Comentários

Sobre Jaqueline Falcão

mm
Jornalista por paixão e formação, Jaqueline Falcão escreve sobre saúde desde 2001. Começou no Diário Popular como repórter, foi editora de Saúde do Diário de São Paulo. Depois, foi transferida para o jornal O Globo, sucursal São Paulo, onde permaneceu por 7 anos. A ideia de criar o "Página da Saúde", voltado para falar de tratamentos, descobertas da medicina, qualidade de vida, foi a vontade de ter mais liberdade para falar saúde em seus diversos aspectos para pessoas que cada vez mais buscam informação de credibilidade. E para isso está sempre em coletivas, seminários e congressos médicos para trazer as novidades. Na Europa e Estados Unidos, participou de coberturas em congressos e seminários sobre os temas tabagismo, câncer, esclerose múltipla, pesquisa clínica, saúde masculina, saúde feminina, depressão, vacinas e patentes. Entre os cursos e workshops na área de jornalismo de saúde, destaque para ressuscitação cardiopulmonar, infarto, câncer de pele, tabagismo, pesquisas clínicas no Brasil e no Mundo, lançamentos de novas classes de medicamentos, realizados em instituições como Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Sírio-Libanês, Hospital das Clínicas, Universidade de São Paulo, Unicamp, Tufts University (Boston - EUA), UC San Diego, Inter American Press Association (IAPA) e Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Veja Também

Já ouviu falar em avaliação 2D para corredores?

    Se você acha que o número de pessoas correndo a sua volta só …

2 comments