segunda-feira , outubro 23 2017
Home / Tratamentos / Aulas de dança gratuitas para quem tem depressão

Aulas de dança gratuitas para quem tem depressão

A dança é uma das formas de expressão de emoções e sentimentos do corpo. Dentro desta proposta, o diretor, educador e coreógrafo Ivaldo Bertazzo abriu inscrições para o projeto “Próximo Passo – O Espetáculo”. A iniciativa tem o objetivo de trabalhar com pessoas que convivem com depressão – ou até mesmo que já superaram a doença – por meio da dança. Para se candidatar ao curso não é exigida nenhuma experiência anterior com a prática da dança.

São 30 vagas gratuitas. Os encontros são duas vezes por semana, durante quatro meses, na capital paulista.  Os alunos conhecerão o Método Bertazzo, que trabalha a consciência corporal e a reeducação do movimento, por meio de técnicas desenvolvidas ao longo de 40 anos por Ivaldo. “Depressão é um tema delicado e será tratado por nós de um jeito leve e solto”, destaca o coreógrafo e educador. “Dançar cura a tristeza, melhora o humor, aquece o corpo e apaga qualquer dor”, complementa.

Ao fim do projeto, será produzido um documentário baseado nas experiências dos próprios alunos sobre esse processo. O conteúdo será veiculado como forma de incentivar outras pessoas a usarem o movimento na busca de restaurar o equilíbrio para a vida.

As inscrições podem ser feitas até quarta-feira, dia 31/05, no site ivaldobertazzo.com.br/proximopasso, onde os candidatos também podem encontrar mais informações sobre a iniciativa, que conta com patrocínio da farmacêutica  Libbs.

Comentários

Sobre Jaqueline Falcão

mm
Jornalista por paixão e formação, Jaqueline Falcão escreve sobre saúde desde 2001. Começou no Diário Popular como repórter, foi editora de Saúde do Diário de São Paulo. Depois, foi transferida para o jornal O Globo, sucursal São Paulo, onde permaneceu por 7 anos. A ideia de criar o "Página da Saúde", voltado para falar de tratamentos, descobertas da medicina, qualidade de vida, foi a vontade de ter mais liberdade para falar saúde em seus diversos aspectos para pessoas que cada vez mais buscam informação de credibilidade. E para isso está sempre em coletivas, seminários e congressos médicos para trazer as novidades. Na Europa e Estados Unidos, participou de coberturas em congressos e seminários sobre os temas tabagismo, câncer, esclerose múltipla, pesquisa clínica, saúde masculina, saúde feminina, depressão, vacinas e patentes. Entre os cursos e workshops na área de jornalismo de saúde, destaque para ressuscitação cardiopulmonar, infarto, câncer de pele, tabagismo, pesquisas clínicas no Brasil e no Mundo, lançamentos de novas classes de medicamentos, realizados em instituições como Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Sírio-Libanês, Hospital das Clínicas, Universidade de São Paulo, Unicamp, Tufts University (Boston - EUA), UC San Diego, Inter American Press Association (IAPA) e Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Veja Também

Gel hidratante à base de ácido hialurônico alivia desconforto íntimo da mulher

Seja pela menopausa, período pós-parto ou por alguma outro problema de saúde, as mulheres podem …