domingo , setembro 24 2017
Home / Tratamentos / Inverno pode piorar sinais da artrite reumatoide

Inverno pode piorar sinais da artrite reumatoide

artrite

O inverno pode ser um período marcado por incômodos para pessoas que convivem com a artrite reumatoide. É nesta época do ano que os principais sintomas da doença, como enrijecimento das articulações e dor para fazer pequenos movimentos, costumam ser mais intensos.

A vida dos pacientes é impactada especialmente na agilidade para o despertar do dia e início das atividades cotidianas, como usar talheres para cortar a comida, abotoar um casaco.

A Artrite Reumatoide é uma doença inflamatória autoimune, cuja principal característica é a inflamação das articulações e se não for tratada de forma adequada, pode levar à destruição das juntas, causando deformidades e limitações para o trabalho e para as atividades da vida diária.

O tratamento adequado e precoce pode prevenir a ocorrência de deformidades e melhorar a qualidade de vida de quem tem a doença. Hoje, os pacientes com AR podem se beneficiar de oito medicamentos biológicos para o tratamento da doença via Sistema Único de Saúde (SUS). Um deles é o Orencia (abatacepte), um medicamento usado para tratar a doença, desde a fase moderada até a mais grave, com o objetivo de reduzir a dor, pressão e inchaço das articulações, além de inibir a destruição das articulações e melhorar a habilidade do paciente para fazer as atividades diária.

Em algumas situações específicas seu uso pode reverter manifestações extra-articulares. O objetivo maior do tratamento é alcançar a remissão de doença ou, pelo menos, baixa atividade de doença. Lembre-se de consultar um reumatologista, caso sinta dores e inchaço nas articulações.

 

Comentários

Sobre Jaqueline Falcão

mm
Jornalista por paixão e formação, Jaqueline Falcão escreve sobre saúde desde 2001. Começou no Diário Popular como repórter, foi editora de Saúde do Diário de São Paulo. Depois, foi transferida para o jornal O Globo, sucursal São Paulo, onde permaneceu por 7 anos. A ideia de criar o "Página da Saúde", voltado para falar de tratamentos, descobertas da medicina, qualidade de vida, foi a vontade de ter mais liberdade para falar saúde em seus diversos aspectos para pessoas que cada vez mais buscam informação de credibilidade. E para isso está sempre em coletivas, seminários e congressos médicos para trazer as novidades. Na Europa e Estados Unidos, participou de coberturas em congressos e seminários sobre os temas tabagismo, câncer, esclerose múltipla, pesquisa clínica, saúde masculina, saúde feminina, depressão, vacinas e patentes. Entre os cursos e workshops na área de jornalismo de saúde, destaque para ressuscitação cardiopulmonar, infarto, câncer de pele, tabagismo, pesquisas clínicas no Brasil e no Mundo, lançamentos de novas classes de medicamentos, realizados em instituições como Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Sírio-Libanês, Hospital das Clínicas, Universidade de São Paulo, Unicamp, Tufts University (Boston - EUA), UC San Diego, Inter American Press Association (IAPA) e Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Veja Também

smartphone

Nova cirurgia livra idosos de óculos para catarata, astigmatismo e vista cansada

FORTALEZA (CE) – Se o seu conceito de um idoso depois de uma cirurgia de …