quarta-feira , julho 26 2017
Home / Tratamentos / Nova insulina de ação prolongada será mais uma opção para tratamento de diabetes

Nova insulina de ação prolongada será mais uma opção para tratamento de diabetes

O diabetes está diretamente associado ao aumento de risco de infarto, acidente vascular cerebral e já aparece como uma das principais causas de cegueira no mundo. Felizmente, há várias opções de tratamento disponíveis e mais uma está prestes a chegar. A farmacêutica Sanofi acaba de receber aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para Toujeo, uma insulina basal de última geração para o tratamento do diabetes tipos 1 e tipo 2 em adultos. Toujeo proporciona ação estável e prolongada além de 24 horas, permitindo o controle glicêmico desses pacientes.

A nova insulina chegará ao mercado em solução injetável (300U/mL) com aplicação via caneta descartável (Solostar), oferecendo a pacientes e médicos uma nova opção para gerenciar a doença.

Dados da Federação Internacional de Diabetes (IDF) apontam que há mais de 382 milhões de adultos com diabetes no mundo. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, 9,7% da população brasileira com mais de 35 anos tem diabetes tipo 2. Em geral, apenas 36% dos pacientes com o tipo 2 e 21% do tipo 1 conseguem manter o nível glicêmico sob controle.

A insulina é o hormônio produzido pelo pâncreas, responsável pelo transporte da glicose (açúcar) para o interior das células do nosso organismo, o que fornece a energia indispensável para seu funcionamento. Quando a pessoa tem diabetes tipo 1, o organismo não consegue mais produzir a substância, e o paciente precisa fazer aplicações — mais de uma — diárias de insulina para chegar ao nível adequado de glicose. A tipo 2, a mais comum, adquirida ao longo da vida, ocorre pela inexistência, insuficiência ou resistência à insulina.

Esta nova insulina é aplicada uma vez por dia. A hipoglicemia (queda do nível glicêmico no sangue) é um dos eventos adversos mais comuns em pacientes que utilizam insulina. Efeitos de longo prazo de episódios de hipoglicemia incluem ganho de peso, aumento do risco cardiovascular, redução da função cognitiva e até demência. Por isso, manter o nível glicêmico controlado é tão importante para o paciente com diabetes.

Lembre-se de consultar sempre um médico para acompanhar o diabetes ou fazer qualquer troca de medicamentos!

Comentários

Sobre Jaqueline Falcão

mm
Jornalista por paixão e formação, Jaqueline Falcão escreve sobre saúde desde 2001. Começou no Diário Popular como repórter, foi editora de Saúde do Diário de São Paulo. Depois, foi transferida para o jornal O Globo, sucursal São Paulo, onde permaneceu por 7 anos. A ideia de criar o "Página da Saúde", voltado para falar de tratamentos, descobertas da medicina, qualidade de vida, foi a vontade de ter mais liberdade para falar saúde em seus diversos aspectos para pessoas que cada vez mais buscam informação de credibilidade. E para isso está sempre em coletivas, seminários e congressos médicos para trazer as novidades. Na Europa e Estados Unidos, participou de coberturas em congressos e seminários sobre os temas tabagismo, câncer, esclerose múltipla, pesquisa clínica, saúde masculina, saúde feminina, depressão, vacinas e patentes. Entre os cursos e workshops na área de jornalismo de saúde, destaque para ressuscitação cardiopulmonar, infarto, câncer de pele, tabagismo, pesquisas clínicas no Brasil e no Mundo, lançamentos de novas classes de medicamentos, realizados em instituições como Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Sírio-Libanês, Hospital das Clínicas, Universidade de São Paulo, Unicamp, Tufts University (Boston - EUA), UC San Diego, Inter American Press Association (IAPA) e Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Veja Também

O neuroradiologista Eduardo Wajnberg

Novo tratamento retira coágulo de sangue após AVC

Uma inovação traz um tratamento eficaz para acidente vascular cerebral isquêmico (AVCI). Um dispositivo, chamado …