quinta-feira , outubro 19 2017
Home / Tratamentos / Tire as suas dúvidas sobre uso de lentes de contato

Tire as suas dúvidas sobre uso de lentes de contato

O uso de lentes de contato muitas vezes é cercado de dúvidas. Listamos aqui as principais, esclarecidas pela médica Liane Touma Falci, oftalmologista e gerente médica da Johnson & Johnson Vision Care, fabricante das lentes de contato ACUVUE. Confira:

A partir de quando posso começar a usar?

Não há uma idade mínima ou máxima para o início do uso de lentes de contato. Muitas crianças e adolescentes as usam, sempre com autorização e supervisão dos pais e a indicação do oftalmologista. Você precisa, claro, estar ciente das suas responsabilidades ao cuidar delas, manuseando-as, higienizando-as e trocando-as corretamente.

Lentes são confortáveis mesmo?

Sim, atualmente as lentes de contato trazem tecnologias que permitem um maior conforto durante todo o tempo de uso. As inovações em materiais e tecnologias permitem, por exemplo, um menor atrito com as pálpebras durante o piscar, proporcionando um maior conforto ao usuário. Há também inovações em desenhos, que oferecem uma maior estabilidade visual.

Todas as lentes são iguais?

Não. Existem lentes de contato, por exemplo, rígidas ou gelatinosas. Dentro da categoria das lentes de contato gelatinosas, temos diferentes materiais, esquemas de descarte e modalidades de uso. Cada pessoa tem uma necessidade de correção visual e um estilo de vida diferente, por isso, é importante consultar o oftalmologista para que ele recomende a lente de contato mais adequada para você.

É muito difícil de limpar?

De forma alguma! É claro que as lentes de contato exigem responsabilidade no seu processo de limpeza e manutenção, visando a saúde ocular, mas é muito fácil. Veja o passo-a-passo:

1. Lave bem as mãos e seque-as com uma toalha que não solte fiapos;

2. Retire a lente de contato de um olho e coloque-a na palma de sua mão;

3. Derrame a solução multipropósito prescrita pelo seu oftalmologista sobre a lente, cobrindo-a com esta solução;

4. Friccione bem as superfícies interna e externa da lente;

5. Enxague-a com a solução multipropósito;

6. Coloque a lente de contato no estojinho e cubra-a com a solução multipropósito;

7. Feche o estojinho e repita os passos com a lente do outro olho.

Por quanto tempo posso usá-las? 1 dia? 30 dias? 1 ano? Quanto quiser?

Os especialistas têm indicado, cada vez mais, as lentes de contato de descarte diário como as mais seguras para os pacientes. Elas dispensam os cuidados com a manutenção. Não é necessário higienizá-las e guardá-las para usar no dia seguinte. Basta lavar e secar bem as mãos antes de manipular a lente de contato, tirar a lente da embalagem individual e estéril (blister), usar durante todo o dia e, ao final dele, removê-la dos olhos e jogá-la no lixo. No dia seguinte, é só repetir o procedimento, com o benefício de ter uma lente nova e estéril a cada dia.

Para as lentes de contato de troca programada, o tempo para a troca depende do tipo de lente de contato, do modelo, da marca e das condições individuais de cada olho. Você nunca deve usar as lentes por um período maior do que aquele indicado pelo fabricante. Como regra geral, o prazo de troca recomendado representa o período entre o dia em que você abriu o blister e o dia em que você deve descartá-la, e não o número de dias de uso. Isso quer dizer que, após aberta a embalagem, mesmo os dias em que você não utiliza as lentes de contato são contabilizados. E seu oftalmologista pode recomendar que você utilize cada par por um tempo ainda menor do que o recomendado pelo fabricante.

Posso usar lentes com maquiagem?

Claro que sim! O importante é saber como. Deve-se, primeiro, colocar as lentes de contato ANTES de usar qualquer tipo de maquiagem ou creme nas mãos e no rosto. Somente inicie o processo da maquiagem com as lentes de contato colocadas, bem posicionadas e confortáveis. No final do dia, você deve remover as lentes de contato ANTES de limpar a maquiagem.

E se eu quiser usar óculos algum dia, pode? Os dois devem ter o mesmo grau?

Fique à vontade! O uso combinado e alternado dos óculos e das lentes de contato é recomendado por especialistas, pois eles são complementares. O grau das lentes de contato nem sempre é o mesmo dos óculos. Isso acontece porque as lentes são colocadas diretamente na superfície do olho (córnea), e os óculos se posicionam mais afastados dos olhos. Essa diferença de posicionamento exige, em alguns casos, um ajuste do poder das lentes de contato, ora para mais, ora para menos. Você deve, sempre, seguir as recomendações do seu oftalmologista.

Posso dormir com as lentes de contato?

Não é aconselhável dormir com as lentes de contato. Atualmente elas são desenvolvidas com alta tecnologia em materiais e formatos e isto permite uma maior passagem de oxigênio através da lente. Porém, quando os olhos estão fechados, essa oxigenação naturalmente diminui, e também ocorre um aumento da temperatura da superfície ocular, o que poderia explicar um maior índice de infecções oculares em usuários que dormem com as lentes.

Lentes só corrigem miopia?

Não. Atualmente as lentes de contato podem corrigir não só miopia, como também hipermetropia, astigmatismo (combinado ou não com miopia e hipermetropia) e presbiopia (a popular “vista cansada”).

Posso praticar esportes com ela?

Pode. De um modo geral, as lentes de contato gelatinosas são consideradas, pelos especialistas, a primeira opção para as pessoas que praticam esportes. Elas trazem vários benefícios para os usuários: liberdade de movimento, não se deslocam durante o exercício, não embaçam, não há risco de quebra durante choques (que são naturais em esportes de contato) e proporcionam um melhor campo de visão periférica em relação aos óculos. Para determinar se as lentes de contato são uma opção para a sua prática de esportes, consulte sempre um oftalmologista, que vai avaliar seus olhos e recomendar a lente mais adequada para você.

Lembre-se: o uso de lentes de contato deve ser acompanhado regularmente por um oftalmologista!

Comentários

Sobre Jaqueline Falcão

mm
Jornalista por paixão e formação, Jaqueline Falcão escreve sobre saúde desde 2001. Começou no Diário Popular como repórter, foi editora de Saúde do Diário de São Paulo. Depois, foi transferida para o jornal O Globo, sucursal São Paulo, onde permaneceu por 7 anos. A ideia de criar o "Página da Saúde", voltado para falar de tratamentos, descobertas da medicina, qualidade de vida, foi a vontade de ter mais liberdade para falar saúde em seus diversos aspectos para pessoas que cada vez mais buscam informação de credibilidade. E para isso está sempre em coletivas, seminários e congressos médicos para trazer as novidades. Na Europa e Estados Unidos, participou de coberturas em congressos e seminários sobre os temas tabagismo, câncer, esclerose múltipla, pesquisa clínica, saúde masculina, saúde feminina, depressão, vacinas e patentes. Entre os cursos e workshops na área de jornalismo de saúde, destaque para ressuscitação cardiopulmonar, infarto, câncer de pele, tabagismo, pesquisas clínicas no Brasil e no Mundo, lançamentos de novas classes de medicamentos, realizados em instituições como Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Sírio-Libanês, Hospital das Clínicas, Universidade de São Paulo, Unicamp, Tufts University (Boston - EUA), UC San Diego, Inter American Press Association (IAPA) e Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Veja Também

smartphone

Nova cirurgia livra idosos de óculos para catarata, astigmatismo e vista cansada

FORTALEZA (CE) – Se o seu conceito de um idoso depois de uma cirurgia de …